Caminhos do Erro; encontros poéticos entre corpo e mundo - São Paulo SP - 2018

Caminhos do erro; encontros poéticos entre corpo e mundo é o título da experiência poética que realizei no Instituto Tomie Ohtake como parte da programação da exposição “Alucinações Parciais - Exposição-escola com obras-primas modernas do Brasil e do Centre Pompidou". 
Caminhos do erro, realizada em 4 momentos entre maio e junho de 2018, propõe gesto de interrupção, atenção corporal, errância urbana, mediação descentralizada na leitura de obras e do mundo a nossa volta, construção conjunta de conhecimentos. 
Caminhos do erro é pesquisa a partir de minha experiência pessoal nos últimos 8 anos vividos de forma nômade pelo país.


Fotos por Ricardo Miyada








***
Equipe do SEAS; Serviço Especializado em Abordagem Social à crianças e adolescentes em situação de rua e trabalho infantil, participantes de uma das experiências Caminhos do Erro.



Publicado em 29/05/2018

Visitas mediadas no Instituto Tomie Ohtake - São Paulo SP - 2018

Como parte da Equipe de Ação e Pesquisa Educativa do Instituto Tomie Ohtake, tenho atuado no desenvolvimento de atividades prático-poéticas de ateliê e metodologias de mediações descentralizadas que valorize a experiência e autonomia do espectador diante das exposições.
O vídeo abaixo produzido pela Tropeiro Produções apresenta uma das visitas mediadas na exposição "Alucinações Parciais: exposição-escola com obras-primas modernas do Brasil e do Centre Pompidou", que reúne trabalhos pertencentes aos movimentos de vanguarda europeus e ao modernismo brasileiro da primeira metade do século XX.




Publicado em 24/04/2018

Confluência - Exposição em São Paulo (SP)

Encruzilhada de tempos... o que paira na mente pelo pé no chão que semeia sem fincar-se. 
Antenas e raízes... o agora em diante mira o horizonte e o eco da selva ainda, como o passado, é grande e forte.





Publicado em 17/03/2018

Encontro com professores "Carne Levare - corpo, espaço, euforia."

"Por meio de diálogos reflexivos, experiência poética e observação corporal, propõe-se uma vivência a partir da exposição 'Quando a Vida é uma Euforia' de Joana Lira e Mamé Shimabukuru, em que se atentará para a potência em reconhecer nas manifestações populares saberes que nos tocam intimamente e auxiliam nos processos de valorização e empoderamento identitários, convidando para a percepção e a ativação do corpo do educador enquanto receptor e propositor de experiências."
Atividade realizada em fevereiro/2018 no Instituto Tomie Ohtake em São Paulo, junto ás artistas educadoras Nádia Bosquê e Priscila Menegasso. 




Publicado em 24/04/2018

Zine Encosto #2

O diabo como uma invenção do cristianismo, que por sua vez é uma propaganda romana de extrema utilidade para governos e demais interessados em oprimir e reprimir indivíduos e povos, foi o ponto que tomei como partida para realizar este trabalho.
Esta livre interpretação do que seria o diabo foi desenvolvida para a publicação Encosto #2, organizada e produzida de forma independente por Marcio Sno e lançada em dezembro/2017.



Detalhes



Publicado em 11/03/2018

Programa Encontro - TV Globo

Imagens do meu trabalho apresentadas de 11 a 15 de dezembro de 2017 no programa Encontro da TV Globo.
Vídeo: https://globoplay.globo.com/v/






Publicado em 17/03/2018

Múltiplo Incomum #4 - São Paulo (SP)

Multiplo In-Comum #4, exposição coletiva da qual participei na galeria A7ma, em São Paulo.




Postado em 17/09/2017

Projeto Voltando à Escola - Queluz (SP)

            “... para reeducar as relações étnico-racias de forma a combater o racismo, seria necessario conhecer, estudar, aprender sobre a história e cultura que produzem seus descendentes.”
Petronilha Gonçalves e silva


A lei que estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira nas escolas de ensino fundamental e médio de todo país foi a base para a intervenção que realizei em uma das salas de aula da Escola Estadual Professor José de Paula França, na cidade de Queluz –SP, como parte do projeto Voltando à Escola realizado em 12/08/2017.


Além das características comuns em meu trabalho, proponho em torno da imagem central o ideograma africano Sankofa e os instrumentos símbolos do caçador e mensageiro na mitologia dos orixás.




Publicado em 17/08/2017

Projeto Voltando à Escola - Guarulhos (SP)

Pintura na Escola Estadual Rinaldo Poli em Guarulhos (SP), como parte do projeto Voltando à Escola. 
Salve Célio (na foto) coordenador do projeto.



Publicado em 05/10/2017

Garagem do Fim do Mundo #2 - São Bernardo do Campo (SP)

Realizado pelo Studio Treze no ateliê do artista Daniel Melim, o Garagem do Fim do Mundo reuni artistas, principalmente da região do ABC Paulista, em um espaço informal onde o público tem a possibilidade de adquirir obras de arte a preços acessíveis e para que contatos artista-artista e artista-público possam se dar de modo bastante atencioso.
Abaixo algumas imagens dos trabalhos apresentados na ocasião:








Publicado em 30/09/2017